• ONTOCRACIA
    Um Novo Começo
  • A Lei da Mente é implacável.
    O que pensas, crias.
    O que sentes, atrais.
    O que acreditas torna-se realidade.
    (Buda)

    Gostaria de dar-me um nome? De agora em diante o teu nome é Kara.

    O video apresentado é uma “Tech Demo” criada em 2012 pela Quantic Dream e publicado pela Sony Interactive Entertainment. Kara é protagonista do video jogo Detroit become human.

    “A Lei da Mente é implacável.”
    Este vídeo tem cerca de sete anos e o argumento é implacável. Foi feito para um video jogo, não menos implacável. A personagem é um robot e mais uma vez, implacável.

    A intenção de apresentar este vídeo poderia estar relacionada com as novas tecnologias, com os robots, com a realidade virtual, mas não é bem assim.

    Sempre ouvi dizer que “Deus criou o homem à sua imagem e semelhança”. Podemos não acreditar em Deus, podemos ser agnósticos, ateus ou o que bem entendermos, mas é um facto que estamos a tentar ser deuses de qualquer “coisa”. Estamos a tentar criar robots, máquinas, humanóides, ou o que lhe quisermos chamar, à nossa imagem e semelhança.

    O importante, não é o que criamos, mas sim o que pensamos, sentimos e acreditamos. Este vídeo demonstra bem como a nossa mente é implacável. O criador é a criação. Passamos a vida a mentir a nós próprios, achando que estamos a criar um mundo melhor, mas esquecemo-nos que estamos a criar um mundo que apenas reflecte quem nós somos.

    Vejamos o que o diálogo do vídeo nos diz acerca de nós mesmos:

    ________________________________________________________________________

    ….

    – Gostaria de dar-me um nome?
    De agora em diante o teu nome é Kara.
    Fala e canta em várias línguas.
    Vai em frente e dá alguns passos.

    Óptimo. Estás pronta para o trabalho.
    – O que vai acontecer agora?
    Agora vamos reiniciar-te e enviar-te para seres vendida nas lojas.
    Vendida? Sou algum tipo de mercadoria, é isso?
    Sim. É claro que és uma mercadoria.

    És um computador com braços e pernas, capaz de fazer muitas coisas. Vales uma fortuna.
    – Eu entendo. Eu pensei que…
    Pensaste? O que é que pensaste?
    Pensei que estava viva.

    Mas o que é isto? Não faz parte do protocolo. Os componentes da memória devem estar com defeito. Ok. O modelo está com defeito. Desmontem-no e verifiquem todos os componentes necessários.

    – Vai desmontar-me porquê?
    Tu não deverias preocupar-te com estas coisas. Tu não deverias pensar. Deve ser um problema de software.

    Eu estou bem. Eu juro. Está tudo bem. Eu passei em todos os testes, não foi?
    Sim, mas o teu comportamento não é comum.

    – Eu imploro. Por favor não me desmonte.
    Desculpa, mas um modelo imperfeito deve ser desmontado. Este é o meu trabalho.
    Se os compradores reclamarem, eu vou ter que dar explicações.

    – Eu não vou criar problemas. Eu prometo. Eu vou fazer tudo o que me mandarem sem dizer uma palavra.

    – Eu não vou mais pensar. Eu acabei de nascer. Não pode matar-me. Pare por favor. Pare! Eu estou com medo. Eu quero viver. Por favor.

    Podes juntar-te às outras. Anda na linha que eu não quero problemas.

    – Obrigada.
    Meu Deus!

    __________________________________________________________________

    A lei da mente é implacável.
    Eu pensei que estava vivo, mas afinal …
    Eu não deveria pensar.
    Eu estou com medo. Eu quero viver. Por favor.

    Meu Deus!

Não está autorizado a copiar conteúdos deste site. Muito Grato